PM aponta arma para manifestantes pró-Lula; Veja vídeo


Viralizou um vídeo recentemente, onde durante uma manifestação pró-Lula, um Policial Militar apontou uma arma para cidadãos que lá estavam manifestando.

Anúncio Publicitário


O caso aconteceu em Minas Gerais, na manhã desta quarta-feira dia 11 de maio. O PM cujo nome e patente não foi informados, apontou uma escopeta para os manifestantes.

A atitude muito criticada por muitos na Internet, aconteceu poucas horas antes do ex-presidente e candidato Luiz Inácio Lula da Silva se juntar a manifestação. Após o ocorrido, houve um aumento dê segurança do petista no município.


Juiz de Fora

A cidade onde aconteceu, se chama Juiz de Fora, e foi onde aconteceu também o atentado ao atual presidente Jair Messias Bolsonaro, onde na época tomou uma facada durante uma manifestação pró-Bolsonaro, no ano de 2018.


O governador Romeu Zema, não se manifestou sobre o ocorrido até a publicação desta matéria. De acordo com informações da PM, os agentes estavam no local para garantir a segurança da manifestação.

Ainda de acordo com a PM, houve a chegada de um grupo pró-Bolsonaro, e aconteceu ameaças de confronto entre grupos, por conta disso aconteceu toda a confusão.

Um vídeo registrou o momento exato que o PM apontou a arma para os manifestantes. O militar aponta a arma para integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).


Anúncio Publicitário

No vídeo, pode-se ver dois grupos distintos discutindo sobre a eleição, quando o PM toma a atitude e muito agitado tenta fazer com que os manifestantes parem com a confusão.

Assista o vídeo clicando AQUI

Felizmente ninguém se machucou, e até o momento não tem informações sobre quais medidas foram tomadas após a altitude PM.

Muitos internautas ficaram indignados com a situação, e surgiram diversos comentários pela Internet, pedindo para ele ser punido e perdesse o emprego.

Até o momento não se tem informações sobre se a escopeta estava carregada com munição real ou munição de borracha.

Anúncio Publicitário





fonte: https://brasilacontece.net.br/