Tragédia! Menino de 1 ano morre fazendo algo que todas as crianças fazem, todo cuidado é pouco!

PUBLICIDADE

Infelizmente diversos casos de crianças que se engasgam com pequenos objetos ou alimentos, acabam sendo comuns em meio ao cotidiano, seja por um simples descuido, o que a criança leva a sua boca, pode ocasionar em m0rte, e por conta disto, os pais devem ficar extremamente atentos a isso, más infelizmente, ainda sim alguns casos não acabam tendo um final feliz.
PUBLICIDADE

 PUBLICIDADE

Infelizmente temos que noticiar que Gabriel Magalhães de Souza, de apenas um ano, acabou falecendo após se engasgar com uma UVA, o garoto estava a dias internado na UTI em Sorocaba, São Paulo.

Ana Gabrieli de Souza, de 22 anos de idade, e mãe da criança, acabou contando que quem deu a uva para o filho, teria sido o próprio marido, e que ela recebeu o telefonema dizendo sobre seu filho ter se engasgado e parar no hospital.

“Quem deu a uva foi o meu marido. Ele estava na casa do pai dele e deu para o bebê, daí se distraiu e o bebê engoliu. Eu estava no meu serviço. Aí me ligaram para avisar e eu passei mal, não conseguia nem andar. As meninas do meu trabalho que me ajudaram a entrar no carro para eu ir até lá”, disse a jovem na semana passada.

“Eles [os médicos] reanimaram ele. Depois de 2 horas, ele foi encaminhado para o Gpaci e, quando chegou aqui, teve várias convulsões. Daí teve que tomar remédios fortes para o cérebro porque com a parada [cardíaca] faltou oxigênio no cérebro”, disse Gabrieli.
PUBLICIDADE

Pêsames nas redes sociais

“Descansa em paz, amor. Deus te receba. Ai, como dói. Obrigada a todos pela oração, pela força. Eu te amo e Deus está cuidando de você aí em cima. Olha pela mamãe, pelo papai, te amamos eternamente”, escreveu Gabrieli em uma das postagens em uma rede social.



“Os planos que foram embora, o sonho que se perdeu, o que era festa agora é luto do que já morreu. Não foi o que eu planejei para você, filho. Deus sabe de tudo. Como dói, minha estrela. Olha aí por mim e pelo papai, te amo eternamente”, completou a jovem.
PUBLICIDADE

Desabafo

“Eu diria para aproveitar todo o momento com os filhos. Um dia não é igual ao outro. E a dor da perda é a pior dor, a que nada cura. Só Deus ameniza a dor com o tempo. E quando uma mãe perde um filho, ela perde um pedaço do coração e nada traz este pedaço de volta”, declarou.

PUBLICIDADE
fonte: https://brasilacontece.net.br/

Comentários